15.1.09

Na escola

A desconfiança começou com uma das suas professoras: conversa puxa conversa, lá acabou por confessar que não sabia se estava grávida ou não. Uma ida a um daqueles centros que apoiam adolescentes depois, veio a confirmação para a própria, para a tal professora e para a Directora de Turma. Segue-se uma difícil conversa com a mãe da aluna, que de nada desconfiava, mas que aceitou sem reservas. Já tinha acontecido o mesmo com o irmão...
A procura do promitente pai revelou-se mais complicada: a rapariga não sabe qual dos dois será. Um deles disse que usou preservativo, o outro que retirou antes...
Aluna de 14 anos, grávida de 14 semanas.

6 comentários:

eu disse...

O rapaz disse que tirou antes?
Bem eu nem sei porque comecei por esta frase....é que nems ei bem o que dizer.....
E eu a tentar engravidar....... :(
Bjs avozinha

Rute CS disse...

Mais espantada do que com a gravidez, fico com a volatilidade dos relacionamentos para estes miúdos que acham que o sexo é uma brincadeira inconsequente.

Eu disse...

Subscrevo a Rute. E agora só desejo que a jovem receba todo o apoio necessário para que possa cumprir a difícil tarefa que tem pela frente.

Carla Isabel disse...

É tudo tão antecipado....vive-se antes de tempo...
Deus do céu!

Bjs

Maria disse...

Não percebo como tal coisa, ainda acontece com tanta facilidade..
bjnhooo.

Penedo disse...

Cara Avozinha,
Vejo esta situação com alguma graça, embora lamente profundamente o estado da sociedade, sobre a qual não tenho qualquer esperança. Com graça porque a estupidez parece pautar os comportamentos dos jovens. Com 14 anos nunca me tinha envolvido com ninguém e nem em tal coisa pensava, pois tinha consciência que era muito novo. Com 14 anos sabia que as mulheres ficavam grávidas e não tinha tanta informação como os jovens têm e nem tinha Internet. Bem, em relação à rapariga, é o fruto do comportamento promíscuo. Em relação à mãe, talvez seja o resultado de uma educação liberal demais.
Um amplexo.