26.10.09

Impressionante

Ontem , na Grande Repostagem da Sic, mesmo no final, um dos muitos órfãos da Sida em Moçambique, sem pai, sem mãe, com casa feita por si e pelos seus irmãos, mas sem deixar de ir à escola e à igreja, responde assim à pergunta da jornalista sobre o que lhes falta:
"Nada, nada, não nos falta nada."

9 comentários:

Ana Rute Oliveira Cavaco disse...

não, mas pelo meio dessa frase ele parou e disse "Só...Nada, não nos falta nada."

acho que esta parte faz toda a diferença, ele quer acreditar que nada lhe falta e que sustenta os irmãos.

Mocas disse...

concordo com a Ana Rute. e tb fiquei impressionada.

lénia rufino disse...

Eunice, não podia deixar de lhe dar os parabéns pela graça que vai estar a celebrar em Maio do ano que vem: 9 netos é obra em 6 anos! Parabéns!

Barriguita disse...

também vi e também me emocionei. que exemplo!

Rute CS disse...

Aquilo que mais recordo do meu projecto missionário em Moçambique é exactamente isso: a felicidade pura quando se tem tão pouco, aos nossos olhos.

Tella disse...

toda a reportagem foi um nó na garganta e essa parte doeu muito.

avogi disse...

Ele tem a familia (os irmaos) neste caso e para ele chega. E para quem não tem nada, nada precisa. kisses

Avozinha disse...

Obrigada, Lénia! Vai ser difícil arranjar uma data para a comemoração do centenário da minha mãe, no dia 4 de Maio, com tantos outros aniversários a acontecer.

Rute Carla disse...

Não vi a reportagem, mas cheguei um pouquinho antes dessa última parte e resposta ficou-me na mente.