5.11.07

Índia

Há dias, estava eu no meu serviço de Biblioteca, quando fui chamada com urgência ao Conselho Executivo. Revejo rapidamente todos os meus passos recentes na escola que possam explicar tão inusitada chamada, quando a presidente se agarra a mim, ansiosa, pedindo que a ajudasse, já que uns cavalheiros da Embaixada da Índia queriam falar com ela e ela receava ter que se fazer entender em Inglês.
Lá vieram os cavalheiros e lá servi como intérprete. Eles queriam apenas fazer uma demonstração da sua arte de fazer flores e outros enfeites à base de papel, o que vieram a realizar na sala de professores. Deste modo, 'safei-me' de uma aula de substituição, que continuo a detestar de todo o coração. Ih ih!

2 comentários:

sara ramos disse...

Gosto tanto qdo me safo dessas aulas. eh eh...

tia Glória disse...

Eu estou no mesmo barco. felizmente que no ultimo ano só substituí um vez. Mas no primeiro ano que apareceram foi demais.