25.4.10

25 de Abril


Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo.

Sophia de Mello Breyner Andresen

2 comentários:

Maria Emília disse...

Mesmo com alguns exageros, contrariedades e fracassos que temos tido pelo caminho da democracia, continuo muito orgulhosa daquele dia e a querer usufruir sempre das conquistas alcançadas.
Um abraço.
Mimi

Avozinha disse...

É isso, Mimi. Revejo-me completamente neste verso da poetisa. Penso que acontece semelhante com toda a nossa geração. Apesar de tudo. Valeu tanto a pena tê-lo vivido!