2.12.10

A Pessoa da minha Vida

No mês de Novembro, aquando do Dia da Escola, a Biblioteca levou a cabo uma exposição de textos de alunos, professores e funcionários, com base no tema acima mencionado. Aqui reproduzo a minha humilde contribuição:

A Pessoa da Minha Vida

Nasceu de uma família humilde, em condições precárias, mas, mais ou menos por acaso, numa terra de antigas e nobres tradições. No entanto, o seu nascimento esteve marcado nas estrelas.

Era um menino e todos se alegraram especialmente por este facto, que à época, as meninas eram pouco mais que a garantia da vida física e do prolongamento da família.

Com poucos dias de vida, a sua família teve que experimentar as agruras dos refugiados em terra estranha, que os tempos eram cruéis e violentos.

O seu pai exercia uma profissão manual, que o menino foi adquirindo como aprendiz. Era assim a tradição. Mas, singularmente, este rapaz cedo se dedicou ao estudo, surpreendendo pela sua precocidade em conhecimento a sociedade humilde em que se inseria.

Ao tornar-se adulto, saiu de casa, abandonou a profissão familiar e começou a percorrer a terra, com uma estranha forma de pensamento e acção, que surpreendia todos quantos o conheciam.

Em breve havia uma multidão à sua volta, à procura das boas palavras ou, talvez mais, das suas benfeitorias. Que era um homem de poder, diziam: que as suas mãos tinham artes curativas, que as suas palavras iriam libertar o povo da tirania.

Ora, os poderes públicos não gostam de ajuntamentos, nem que se fale de libertação. Um plano foi gizado para o apanhar, um traidor foi escolhido para o entregar.

Uma vez preso o homem, onde estava a multidão que o seguia? Reclamando, talvez, a sua condenação...

Foi morto. As autoridades e o povo agitado sossegaram.

Mas, num arrepio às leis cósmicas que nos governam, a morte não conseguiu retê-lo e ele voltou à vida. Para sempre.

Ainda hoje, ele é a pessoa da minha vida. O seu nome é Jesus.

9 comentários:

Jorge Oliveira disse...

Que grande e maravilhosa Pessoa é Ele. Parabéns pelo texto.

Andreia disse...

Está mesmo muito bonito.

Ana Rute Oliveira Cavaco disse...

muito bom!

Maria disse...

Parabéns pelo texto e o testemunho que assim transmitiste.

Então e não é que Ele também é meu?

Blog da Anabela Jardim disse...

Belo texto! Jesus foi mesmo um grande intelectual e por isso assustou tanto as pessoas do seu tempo.

Sara CS disse...

Gostei muito, mãe!

framentosII disse...

paSim Nice, gostei muito do que li e sim Ele também é a pessoa mais importante da minha vida.

Rute CS disse...

:) Gosto!

Margarida disse...

Que testemunho bonito... A pessoa das nossas vidas bem merece!