23.2.06

Estarei enganada?

Estarei enganada ou existe uma flagrante incoerência entre a promoção e reabilitação dos deficientes realizadas pela comunicação social e a lei do aborto que vigora no nosso país?
Por outras palavras: Agora que cá estão, os deficientes (ou cidadãos portadores de deficiência, como se diz actualmente) são dignos de toda a aceitação social, mas antes de nascerem é melhor acabar com eles?

4 comentários:

Ana Rute Cavaco disse...

é mais ou menos isso...

Sara disse...

pois...

Dulce disse...

Eu não sei que diga... pq me dou ao trabalho de escrever para dizer que não sei? :)... Tenho muitas dúvidas. Não concordo com o aborto, mas concordo com a sua despenalização, pq não sou capaz de condenar quem o pratica... Não é por experiência própria, mas sei o que sofrem muitas mulheres que o praticam...
E, claro, não falo apenas dos casos em que há deficiência do feto. (pelo que neste comentário me afasto do tema do post. Enfim, foi uma dissertação...)

JOINCANTO disse...

BOA POSTA!
Responda quem souber.