30.12.06

Cartas de longe

Andei ontem a mexer nuns papéis antigos e descobri esta carta, escrita pela minha mãe à sua cunhada M., pouco depois do meu nascimento. A alegria pela vinda de uma menina era compreensível, depois de 4 (quatro) rapazes...

Guarda, 3 de Fevereiro de 1949
(...) Muito obrigadinha pelos parabéns que nos dá pelo nascimento da nossa menina. Na verdade ficámos radiantes com a sua vinda, pois todos me diziam que ia ter outro rapaz, porém eu tinha pedido ao Senhor que me desse uma menina por isso andava sempre esperançada que era uma menina, porque também sentia alguma diferença dos outros, no período da gravidez.
Esta menina tem sido muito abençoada pelo Senhor em prendas que tem recebido; os outros também recebiam, mas não era nada que se comparasse com esta. Todos me diziam: se for uma menina, dou-lhe isto, outros, dou-lhe aquilo, etc.
De maneira que já tem anel, pulseira de ouro e brincos que são umas argolinhas com uma pérola branca.
Os padrinhos vieram cá de automóvel registar a menina num domingo e à tarde tivemos uma boa reunião com pregação e cânticos de alguns solos pelo irmão Jaime Nipo que é cunhado dos padrinhos. (...) Agora desejam saber como é que se chama a vossa sobrinha, não é verdade?
Chama-se M.(...). É muito engraçadinha e muito esperta, tem os olhos muito lindos e grandes.
(...) O que nos vale aqui é a braseira, se não morríamos gelados mesmo em casa. Por agora, vou-lhe dizer adeus. (...) Desculpe esta ir tão mal escrita pois foi muito à pressa, porque a sua sobrinha está à espera do banho pois já são 11 e meia da noite; ela é muito mansinha, mas também não devemos abusar. (...)
Desta sua mana muito amiga
A.

12 comentários:

Karla disse...

Comovente :)

Adriana disse...

:) Que recordação tão bonita! Tenho pena que, hoje em dia, estejamos a perder cada vez mais o hábito de escrever cartas.
(Desejamo-vos um 2007 abençoado!)

Rute CS disse...

:-) Nunca tinha lido nada da avó...

Ana Rute Cavaco disse...

ADOREI!
E onde páram o anel e afins?
Gostei do pormenor dos padrinhos te terem ido registar de automovel...lol!

amigona disse...

Querida amiga vim desejar-te um bom 2007. Estou contigo na tristeza por mais uma criança vítima da crueldade humana e também eu sou CONTRA o ABORTO mas também SOU CONTRA que a mulher que o faça vá presa - e é isso que me vão perguntar... tudo de bom para ti...

Rui Santiago cssr disse...

Oi!!!

Adorei este pedacinho da tua memória. "Ela é mansinha..." Delicioso!

Além disso, sorri logo no iníco da carta da tua mamã, porque eu também sou da Guarda! Se és da Guarda, tenho a certeza de que és boa pessoa. Mas, então, custa-me um bocado a acreditar que sejas assim tão mansinha... (eheheh)

Bom Ano para ti Egitaniense!!!
SHALOM

Sara disse...

Como é que nunca nos mostraste esta carta? Que tesouro!

Costinhas disse...

Que lembrança ternurenta! Fantástica!

Um beijinho

a mãe dos miúdos disse...

absolutamente delicioso. lindo, mesmo.

Daniela Mann disse...

OH, gostei tanto!!!
Beijinhos

LidiaPires disse...

Como recordo com saudades a tua mãe.
Gostei.
Bom Ano para ti e todos os teus.
Da amiga Egitaniense.
Lídia

rute disse...

Sim,foi lindo.Sò que cinco eram poucos.E depois de mim quase veio outro! Esses tempos!...Sò era preciso saúde,comida e roupa.....