22.5.07

Ainda a Suíça


Há quem considere que passar um fim de semana na Suíça é coisa de gente fina. Eu diria que é mais de gente "low-cost"...
Fui à Suíça em parte para o baptizado de uma sobrinha-neta.
Ao chegarmos à igreja, não deixei de notar a ironia de estar na pátria de Zwingli e onde Calvino fundou a sua igreja e eu ter que ir a uma igreja católica!
O baptizado ocorreu no final da missa das 11. Quando chegámos, as pessoas saíam: entre vinte e trinta, quase todos idosos, tão poucos para uma igreja tão grande.
A cerimónia foi muito interessante, pese embora o facto de eu entender pouco do dialecto suiço-alemão. Em Portugal nunca assisti a um baptizado com tanto tempo dedicado à criança e à sua família.
Na casa da nossa família, uma mistura de nacionalidades e línguas: português, suiço-alemão, finlandês, italiano. Família internacional.
Na Suíça aprendi mais uma coisinha ou duas: que os beijos têm que ser aos três de cada vez; que o futebol, lá como cá, dá confusão: uma batalha campal no centro da cidade por causa de um jogo entre o Basel e o FC Luzern, que este último perdeu...

1 comentário:

Rute CS disse...

Na Holanda os beijos também são aos três.