30.5.07

Passarinho morto

Apareceu um passarinho morto no meu jardim. Este facto, só por si, fez-me lembrar a minha amiga J., que chora "por cada pulga que morre em sua casa".
O pássaro tinha umas penas amarelas, portanto não devia ser um dos muitos pardalitos que saltitam na rua.
Deve ter sido apanhado por um gato, que mo trouxe tipo presente e me obrigou a fazer-lhe o funeral no depósito do lixo.
Ora eu gosto muito de gatos, mas também aprecio a vida das aves, especialmente das que vivem em liberdade. Tudo isto me faz pensar naquele dia em que, segundo o profeta, "o lobo habitará com o cordeiro, o leopardo deitar-se-á junto do cabrito, o vitelo e o leão pastarão juntos; até uma criança pequena os conduzirá."

2 comentários:

Vilma disse...

Assim será! :)

nice disse...

olá! gostei do blog. tens mais uma visitante ;)