31.7.07

Porto






O que gosto no Porto:
- o rio
- o mar
- o centro antigo e bem cuidado
- o cheiro do ar (magnífico!)
- a frescura no verão
- Serralves
- a gentileza das pessoas na rua
- as ruas muito mais limpas (de restos de cão) do que na zona de Lisboa
- algumas (poucas) memórias da infância
- a família (filha, genro, neta)

O que não gosto no Porto:
- as casas velhas e abandonadas (também há muitas em Lisboa, mas aqui é demais)
- o sotaque (embora a minha mãe pronunciasse 'cáma' até ao fim da vida)
- as asneiras que se ouvem em todo o lado por miúdos e graúdos
- a diferença entre os muito ricos e os muito mais pobres (onde anda a classe média?)
- as passadeiras (uns tracinhos pintados nas ruas que nem condutores nem peões sabem para que servem)
- a rivalidade que tantos alimentam em relação a Lisboa
Como vêem, o balanço é positivo!


4 comentários:

Sou eu!! disse...

Simpática a comparação. Só tenho pena de não gostar do nosso sotaque.

Bjs
Rakel

Maria disse...

Sotaque é riqueza cultural :)
Quanto à rivalidade, tem razão, infelizmente. Contudo, umas temporadas passadas em Lisboa levaram-me a perceber que tal como o sotaque Lisboeta, a rivalidade também existe, mas é dissimulado.

Anónimo disse...

Eu sou do Porto e gosto da cidade. Quanto ao sotaque não gosto. Mas nem todos temos esse tão reconhecido sotaque.

Rivalidade sempre houve e haverá, infelizmente.

O que detesto mesmo é ver alguns (poucos, felizmente)lisboetas falarem mal dos portuenses e apelidarem-nos de provincianos, parolos e mais uma série de coisas e depois dizerem pérolas do género que vão à terra, que nasceram em terras do interior e só mudaram para a capital quando foram estudar ou trabalhar!

Como em todo lado há vantagens e desvantagens.

viegas disse...

Idiotice a minha, era só escavar mais um pouco no blogue... o Henrique deve estar feliz até à exaustão.