2.6.08

Música


Este velho órgão, depois de várias vicissitudes, veio parar a nossa casa, por não caber na do seu legítimo dono, o meu filho.
Tem sido então uma oportunidade de eu voltar a ensaiar os acordes dos velhos hinos do Cantor Cristão, que tocava há décadas atrás. Diga-se de passagem que nunca toquei assim tantos...
Durante poucos anos fui 'eleita' organista da nossa velha igreja baptista em Guimarães, na altura por ausência do resto do clã: os meus quatro irmãos mais velhos, que foram vindo viver e trabalhar ou estudar em Lisboa.
A coisa era simples: eu é que escolhia os hinos e o pastor, meu pai, tinha que concordar comigo. Mais tarde, a minha irmã, mais nova, ultrapassou-me nos conhecimentos. A vida, essa então afastou-me totalmente das teclas.
Eis-me agora de regresso aos laboriosos acordes, esperando com eles não acordar a vizinhança!

6 comentários:

Sara disse...

Boa! Vamos-te começar a incluir na escala.

Jorge Oliveira disse...

Que fixe. Esse ainda é daqueles que funcionavam apenas quando se carregava nos pedais?
lol

Avozinha disse...

Não, Jorge! Este é tão moderno que quase nem é preciso tocar-lhe!

Viviana disse...

Olá Eunice,

Já a estou a imaginar, nas horas livres - sentadinha ao orgão a matar saudades dos velhos tempos!

A vida dá muita volta, não é verdade?
Decerto não estaria á espera desta !prendinha!

um abraço

viviana

Kella disse...

Também tive um parecido, da marca Farfisa. Nele estudei anos a fio, quer preparando as peças para o conservatório, quer tocando os hinos para cada domingo.
;)

Anónimo disse...

Continua,mana!Mas não sigas o exemplo das gatinhas.Ou não toques com elas lá dentro! Senão ouvirás MIAUUU