7.6.05

Evangélicos

"Adoro os evangélicos. Podemos convencê-los a fazer de tudo. O problema é que, para serem eficazes, é preciso lidar com a mania que têm de julgar tudo e todos."
Esta é a definição dos evangélicos (em tradução livre) que Phillip Yancey cita aqui.
Há quem tenha muito má opinião a nosso respeito por não nos conhecer; e também os há que a têm por nos conhecer bem demais...
Vale a pena ler o artigo de Phillip Yancey.

6 comentários:

Karla disse...

Olá Avozinha,
Não me conhece, as eu conheço-a através da Ana Rute, entre outros (e ao ler o seu blog venho a descobrir que temos a mesma formação, Germânicas :) ).
Tem toda a razão, o texto é soberbo e vale a pena ler. Não sou crente, mas lá por isso também não tenho de ser preconceituosa. Obrigada por mais uma oportunidade para aprender.

Avozinha disse...

Obrigada, Karla! Já me sinto mais acompanhada!

Anónimo disse...

Ainda hoje li esse texto e até pensei comentá-lo no blog. Assim fica tudo tratado em família.

Tiago C.

entre-aspas disse...

Só lamento que a influência dos "evangélicos" em Portugal não tenha a relevância que têm, particularmente nos 'States'.
Sempre prefiro essa influência, ainda que muitas vezes apenas religiosa, do que aquela subjacente à sociedade em que vivemos em que a maçonaria, a opus dei e outras "instituições" organizadas em "lobbies" determinam e regulam a nossa sociedade.

JOINCANTO disse...

Gostava de te dizer "Avozinha" que não te conheço mas que pareces ser uma pessoa simpática, criativa e com um sentido de humor apuradíssimo.
Enfim, uma mulher do Nuorte, carago!

framentosII disse...

Podes traduzir? Se não não consigo le......