25.11.05

Ex-alunos

Encontrei-a perto da escola. Cumprimentei-a. O nome não me ocorreu imediatamente, mas a cara e voz estão indelevelmente gravados na minha memória.
Venho andando para casa e só algum tempo depois se me faz luz na cabeça: é a S. e foi minha aluna em 2000/2001. Lembro-me do lugar onde se sentava, com quem se sentava e dos seus modos, neste caso, meigos.
Gosto muito de encontrar ex-alunos e verificar o progresso deles, nos cursos que estão a tirar, nos empregos que têm. Às vezes, encontro-os mesmo como colegas!
Não tenho a pretensão de imaginar que os influenciei, mas gosto de pensar que me foi dado o privilégio de 'tocar' um pouco as suas vidas.

5 comentários:

Eugénia disse...

Dizem que tudo acontece por que têm de acontecer e por isso, cada pessoa que se cruza no nosso micro-cosmos têm sempre um grande valor porque dessa forma passamos a ter mais uma história, mais uma identidade :) - Muitos parabéns pela mãe e avó afectuosa que se permite ser !!! Um abraço

JOINCANTO disse...

Influência positiva, tenho a certeza!
:)

AnaCristina disse...

Também eu sinto um prazer enorme quando os vejo... E saber que se lembram ainda do teatro que fiz para que apreendessem os compostos químicos envolvidos na fotossíntese (uma das secas maiores que tenho que leccionar)...
Adoro ensinar.

Um abraço

Susie disse...

E os professores tocam de facto as nossas vidas. Tenho dois ou três gravados na minha memória para sempre. Gostava de os rever, alguns. Isso porém só acontece quando o professor o é por vocação.

Gualberto disse...

Passou pela minha vida...lembro -me sempre de si com muito carinho!!