21.11.06

A Caixa que Mudou o Mundo


Eu tinha 8 anos quando a televisão chegou à cidade de Viseu, onde eu morava. Era uma caixinha quadrada, mostrando imagens pouco nítidas a preto e branco, na montra de uma loja da Rua do Comércio. Em frente à montra, todas as noites, uma pequena multidão observava, maravilhada.
Aos domingos, havia um café e uma outra casa que recebiam os miúdos que nós éramos e nos permitiam ver o Programa Infantil e os palhaços. Havia uma menina de tranças que nunca mais esqueci.
Passaram muitos anos até que a televisão chegasse a nossa casa e mudasse realmente a nossa vida. Isso só viria a acontecer de uma forma generalizada para todo o povo português no início da década de 70.

1 comentário:

Daniela Mann disse...

LOLOLOLOLOLOOLOL
Na minha casa parava tudo no dia do festival da canção!!! Até o natal dos hospitais era um acontecimento!!!
HA HA HA HA HA
Mas de quem não esqueço, jamais, é do Vasco Granja! Durante os bonecos giros ficava vidrada à televisão, depois, quando ele apresentava umas marionettas da "Tchecoslovaquia", (uma seca e horriveis), ia preparar um lanchinho para depois ver a casa na pradaria!