8.1.07

As minhas netas


As minhas duas netas mais velhas dão-se muito bem, ou melhor: o que uma faz, a outra repete instantaneamente. Se uma corre, correm as duas; se uma grita, gritam as duas; se uma quer colo, as duas querem colo.
Com as três cá em casa, a nossa atenção tem que dividir-se pelas três.
Admiro a forma como a Maria, a mais velha, aprendeu a lidar com a situação de ter deixado de ser a única, primeiro como neta, e agora como filha. Ela brinca e conversa com quem apanha a jeito ou mesmo sozinha. Não há problema. De vez em quando, uma festinha na cabeça da irmã.
Mas, estando a prima Joana, a festa está montada!

1 comentário:

Raabe disse...

http://cruzo-as-pernas.blogspot.com/