11.1.07

Perdidas no deserto!


A T. não se cansa de elogiar a co-pilotagem da nossa amiga J., que sabe sempre para onde vamos, que nunca se engana onde é o sul para onde seguimos e onde ficou o norte onde deixou o seu querido. Chego a pensar que se tratem de piadas acerca do meu desacerto na função no ano transacto, que quase nos fez chegar ao corno de África.
Mas foi exactamente a saudade que a nossa amiga J. tem, mantém e retém do seu querido marido que nos ia causando o desastre completo. No meio dos suspiros, pegou nos mapas ao contrário, ou viu o GPS de pernas para o ar e lá fomos nós contra o morro de areia representado na imagem. Diga-se de passagem que a foto não é minha, que a minha máquina se encheu de areia, foi um jornalista chamado Luminescências que a tirou.
Ao sair do banco da areia e completamente humilhada por uma cena destas, a minha amiga T. ignorou mapas e GPSes e conduziu o carrro pelas areias quentes do deserto, como se fôssemos os três reis magos nos camelos atrás de uma estrela. Foi assim que às tantas nos vimos perdidas no deserto!
Eu só me lembrava que, se o filho da Thatcher há uns anos largos também se perdeu no deserto e a British Air Force foi mobilizada para o procurar, não seria demais que a nossa Força Aérea nos fosse buscar também...
A nossa amiga J. prontificava-se já para chamar reforços lá de casa dela, quando a T. finalmente descobriu uma série de outros carros e motas igualmente encalhados no deserto, mas que, esses ao menos, sabiam o caminho do regresso!

6 comentários:

Dulce disse...

Lol
E há net aí no deserto?

Daniela Mann disse...

Espectacular!

madalena&maurício disse...

Um bom Ano para todos vocês.
E já agora bons post's sobre o aborto...
Bj

Papoila disse...

Mas... está mesmo a participar no Dakar???

framentosII disse...

Fotografia espectacular.

framentosII disse...

Já pensaste alguma vez escreveres um livro de contos?